SELVA! OPERAÇÃO PRATO - II

"O problema dos Discos Voadores tem polarizado a atenção do mundo inteiro. É sério e merece ser tratado com seriedade. Quase todos os governos das grandes potências se interessam por ele e o tratam com seriedade e reserva, dado ao seu interesse militar..... Sob certos aspectos, é uma segunda maçã que cai em cima da cabeça, dessa vez não na do astrônomo Newton, mas na de todos os homens que contemplam e interrogam o espaço insondável"
(Coronel João Adil Oliveira - Força Aérea Brasileira)


Nesta outra foto, um gigantesco UFO, emitindo intensa luminosidade azulada, foi flagrado pelos atônitos militares da Operação Prato!



Aqui, um outro se deslocando em espantosa velocidade pela vastidão do espaço aéreo da Amazônia!



Mais um outro, no qual podemos inclusive notar uma espécie de faroletes, ou focos de luzes, laterais! 



E nesta sensacional foto, os militares da Operação Prato lograram captar a longa esteira deixada pelo vertiginoso deslocamento de um UFO em direção às camadas superiores da atmosfera, ou quem sabe rumo ao longínquo espaço sideral! 



Uma das inúmeras ilustrações elaboradas pelos membros da Operação Prato - mostrando aquilo que efetivamente viram e assinalaram nos misteriosos céus da Amazônia Brasileira!



Outra visão registrada pelos militares. O assunto era de tal seriedade que em certa parte da missão até agentes do SNI (Serviço Nacional de Informações - órgão de Inteligência do Governo Brasileiro) acompanharam de perto os militares - até mesmo tendo presenciado as constantes evoluções dos UFOs!



.... E inclusive essa outra ilustração, relativa a um avistamento ocorrido em Santo Antônio de Tauá (Pará) nos mostra que por vezes os tripulantes daqueles UFOs foram igualmente detectados! Não se sabe, todavia, se foram mantidos contatos diretos com eles. Se foram, o assunto foi mantido sob total segredo militar. Ao todo foram obtidas mais de 500 fotos, além de númeras filmagens, e em alguns momentos os UFOs estiveram a muito menos de 100 metros dos militares brasileiros! 



Verdadeiros gigantes desconhecidos cruzam os céus do nosso Amazonas! Os membros da Operação Prato também registraram esse colosso, com mais de 100 metros de comprimento e dotado de luzes multicoloridas, por sobre o Rio Guajará! (FONTE DA ILUSTRAÇÃO: Revista UFO, número 54). E apesar do Coronel Uyrangê ter defendido a continuidade da missão, uma ordem súbita, advinda de escalões superiores, a cancelou.



Na foto, mais uma vez o Coronel Uyrangê (esquerda, ao lado do editor da UFO, Ademar Gevaerd) ) que, após 36 anos de bons serviços prestados se transferiu para Reserva, e rompendo um silêncio de 20 anos que talvez o angustiasse, forneceu à REVISTA UFO - genuinamente brasileira e uma das maiores, melhores, mais sérias e conceituadas revistas sobre Ufologia - uma ampla entrevista revelando todos os detalhes da Operação Prato, até então desconhecida nos meios civis. Infelizmente e pouco tempo depois, precisamente em 2 de outubro de 1997, o corajoso Coronel, aos 57 anos de idade, foi encontrado pelas filhas morto por enforcamento na sua casa situada em Iguaba Grande (litoral norte do Rio de Janeiro) - uma morte que deu margem a muitas especulações, tendo sido oficialmente apurada como suicídio por asfixia e por razões ignoradas. E se eventualmente foi uma "queima de arquivo", conforme sugeriram alguns especuladores, podemos ter absoluta certeza de uma coisa: DECIDIDAMENTE NÃO FOI OBRA DE BRASILEIROS! O Coronel jamais sofreu quaisquer censuras ou punições por ter revelado os segredos da Operação Prato. No entanto, é sabido que o Amazonas desperta interesses não só dos misteriosos tripulantes dos UFO, como também de arrogantes nações estrangeiras que ambicionam suas imensas riquezas, até mesmo pretendendo "internacionalizá-lo"..... Isso além de outras coisas bem mais espantosas, as quais, por sinal, veremos ainda nas páginas deste blog CLUBE DO MISTÉRIO II-SQT


Muito anos antes das espantosas revelações pertinentes à Operação Prato, porém, vemos na foto o Coronel João Adil Oliveira, outro valoroso e destemido oficial das Forças Armadas Brasileiras, então Chefe do Serviço de Informações do Estado-Maior da Aeronáutica, que em 2 de novembro do distante ano 1954 proferiu uma conferência no auditório da Escola Técnica do Exército, no Rio de Janeiro, acerca dos Discos Voadores, ou UFOs. Nela, que inclusive foi patrocinada pela Associação dos Diplomados da Escola Superior de Guerra, estiveram presentes oficiais de altas patentes das três armas, cientistas, pilotos civis e militares que tiveram envolvimento com as aparições dos OVNI, além de várias autoridades civis e militares. O Coronel João falou longa, franca e abertamente - como convém a um homem de fibra que efetivamente foi - fazendo uma exposição direta sobre a problemática dos UFOs. Enfim, - dada a sua incontestável autoridade - de modo oficial e tacitamente reconhecendo a existência deles! (FOTO: Ed Keffel para a extinta Revista O CRUZEIRO) 



E nunca devemos esquecer das estupendas fotos - OFICIAIS - tomadas a bordo do Navio-Escola Almirante Saldanha, da Marinha Brasileira que em 1957, durante atividades do Ano Geodésico Internacional, foi sobrevoado e observado por um enorme UFO em forma de "Saturno" quando estava fundeado ao largo da Ilha da Trindade! Tomadas pelo fotógrafo de bordo, Almiro Baraúna, essas inquestionável seqüência de fotos foi severamente examinada e além de tudo declarada autêntica pelo próprio Governo Brasileiro - tacitamente assim reconhecendo mais uma vez a existência dos OVNI! 



E por durante três horas seguidas ocorreu nos céus do Brasil na noite de 19 de maio de 1986 uma espetacular perseguição aos UFOs, na qual os aviões Mirage da Força Aérea Brasileira (foto) e também os F5-E, originários de diversas bases aéreas, cruzaram vários Estados do país numa caçada tenaz e infrutífera aos misteriosos objetos que se deslocavam em espantosas velocidades, realizando incríveis manobras de evasão - impossíveis de ser acompanhadas pelos atônitos pilotos militares! Precisamente às 21:45 horas o piloto militar de um avião sobrevoando o Estado de São Paulo e tendo como passageiro o Coronel Ozires Silva (Força Aérea Brasileira) notificou ao CINDACTA (Controle do Espaço Aéreo Brasileiro) a presença de dois UFOs intensamente luminosos que se deslocavam em estupenda velocidade.



Foi então determinado à Base aérea de Santa Cruz (Rio de Janeiro) que enviasse dois temíveis caças F5-E (foto: FAB) para interceptá-los. Os UFOs, como que brincando com as aeronaves de combate, vieram de São Paulo para o Rio de Janeiro bem na direção dos interceptadores, atrairam-nos então de volta aos céus de São Paulo e até mesmo entraram em acintosa formação com um dos caças! Um outro caça F5-E partiu então da Base de Santa Cruz em auxílio aos demais que estavam sendo vítimas de uma autêntica brincadeira de "gato e rato". Numa progressão impossível para os nosso padrões, alguns minutos depois os UFOs atingiram o distante Estado de Goiás (região central do Brasil), de onde partiram da sua base aérea três caças Mirage armados de potentes mísseis Sidewinder e Matra-350 visando a sua interceptação. E a coisa se complicava: foram detectados nada menos que 21 UFOs cruzando o território brasileiro de um extremo ao outro, de Norte a Sul, realizando manobras críticas e zigue-zagues em espantosos ângulos de 80 graus e além disso desenvolvendo velocidades absurdamente vertiginosas. O Ministro da Aeronáutica na época, Brigadeiro Moreira Lima, corajosamente admitiu o fato à Imprensa e ainda revelou que um dos F5-E chegou a ser perseguido por nada menos que 13 objetos que em certo momento formaram alas à esquerda e à direita do caça! Os pilotos envolvidos, sem quaisquer restrições ou punições, deram também os seus depoimentos aos jornalistas e até mesmo os controladores militares do tráfego aéreo tiveram ampla liberdade de expressão. Um deles, aliás, revelou que em 14 anos de trabalho no radar nunca tinha visto algo igual!



Aliás, não há mesmo como negar evidências tão gritantes como essas! Tudo enfim será, como profética e sabiamente, declarou o brilhante e valoroso Coronel João Adil Oliveira durante a sua notável conferência em 1954: é mesmo uma segunda maçã que cai em cima da cabeça, dessa vez não na cabeça isolada do astrônomo Isaac Newton, mas - diríamos nós - que inevitavelmente já está caindo nas cabeças de todos os homens ainda lúcidos e dotados de razão que contemplam com olhos inquiridores o espaço insondável! E aqui, precisamente nesta página, prestamos uma pequena homenagem a todos aqueles, militares, jornalistas, escritores e pesquisadores em geral que, corajosa e abertamente, enfrentaram e ainda enfrentam a verdade de maneira franca, destemida e aberta. É, de fato, um privilégio nascer e viver em um país assim, o nosso amado Brasil, onde, com a Graça do Deus Único, impera a liberdade de informação e de expressão. Em síntese, será como igualmente e de maneira profética já dissera o notável arqueólogo e explorador da Amazônia Marcel Homet: - No Brasil, a sede de conhecimento é insaciável, principalmente no interior onde a política não afeta os jovens. E essa sede de conhecimentos será o fundamento da futura grandeza desta vasta república sul-americana".

POIS: 

"Ai da nação que é cheia de crenças e vazia de religião. Ai da nação que veste uma roupa que não teceu, e come um pão que não segou, e que bebe um vinho que não flui dos eu próprio lagar. Ai da nação que aclama o fanfarrão como herói, e considera generoso o conquistador resplandecente. Ai da nação que despreza uma paixão em seu sonho, e a ela se submete em seu despertar, Ai da nação que só levanta a voz nos funerais e só se vangloria de seus monumentos em ruínas, e só se rebela quando seu pescoço está entre a espada e o cepo. Ai da nação cujo estadista é uma raposa, e cujo filósofo é um prestidigitador, e cuja arte é a arte da maquilagem e da mímica. Ai da nação que recebe todo o novo governante com trombetas, e dele se despede com apupos, para receber outro governante com trombetas. Ai da nação cujos sábios estão mudos pelos anos, e cujos homens fortes estão ainda no berço. Ai da nação que vive dividida em fragmentos, cada fragmento se considerando uma nação"
(Gibran Khalil Gibran)

0 comentários:

Postar um comentário

 

Aviso Importante !

As páginas deste Blog, contêm artigos e imagens por vezes fortes e também certos conceitos, opiniões e teses que eventualmente podem ferir princípios emocionais, religiosos, filosóficos, históricos e científicos. Se você não está preparado para isso - ou se por algum motivo não concordar - agradecemos a sua atenção, recomendando portanto que não as acesse. Atenciosamente: SASQUATCH

Free CSS Template by CSSHeaven.org TNB