TERRA SEM CÉU !

"Nascendo nos Andes Peruanos, o majestoso Rio Amazonas percorre mais de cinco mil quilômetros antes de desembocar no Oceano Atlântico. Possui milhares de afluentes, mas apenas 200 são conhecidos até hoje, e de modo, sem dúvida, insuficiente. Eles se perdem em itinerários que dificilmente podem ser seguidos, depois de voltas caprichosas, imprevistas cascatas que levantam uma névoa azul, alastram-se por confins intransponíveis..... É certo que as florestas da América do Sul contêm tesouros bem mais preciosos do que a borracha, mais ainda transcorrerão muitos séculos antes de podermos, não digamos desfrutá-los, mas apenas descobri-los"
(Peter Kolosimo) 



A vasta Floresta Amazônica, a maior de todo o planeta e justificadamente considerada "O Pulmão do Mundo", ocupa quase que cinqüenta por cento do território da América do Sul, atingindo vários países, tais como Venezuela, Colômbia, Equador, Peru, Bolívia e - na sua maior parte - o Brasil.



E o estonteante mistério do Jângal começa precisamente em todas as três América (Norte, Central e Sul), indicando uma estranha origem comum que o liga a uma muito antiga e evoluída cultura que habitou a Terra em épocas remotíssimas e esquecidas! Na foto acima, você vê um misterioso bloco de pedra, encontrado profundamente escondido em meio às ruínas de uma igreja do Século VI, em Yucatán - México. E você sabe por que os padres a esconderam? Precisamente pelo fato de ela registrar nos seus relevos os CARACTERES ALFABÉTICOS de uma linguagem desconhecida - a qual de maneira alguma poderia ser atribuída aos Maias, uma vez que estes não conheciam e jamais se utilizaram de uma forma de escrita alfabética!



Aqui, você vê o restante do grande bloco rochoso e os seus intrigantes caracteres.



E veja-os aqui, em negativo para melhor compreensão.



E também aqui, são bem visíveis os intrigantes caracteres da segunda parte do bloco!



E na Floresta Amazônica, precisamente na Guiana, uma gigantesca cobra do tipo anaconda deixou a sua pele! E essa até que pode ser considerada "pequena"! Sabe-se que desde os tempos pré-históricos quase nada mudou naquele imensa e hostil floresta. Existe por lá um outro verdadeiro gigante que é denominado "Cobra Grande", um colossal ofídio de categoria ignorada cujo comprimento pode ultrapassar os 30 metros - ou seja, o equivalente na horizontal a um edifício de 10 andares! E isso não é uma simples lenda: os índios brasileiros a conhecem muito bem. E até mesmo já foram registrados alguns mortíferos ataques desses verdadeiros monstros! Em 1946, por exemplo, toda uma guarnição do próprio Exército Brasileiro quase foi dizimada por uma delas, que invadiu um acampamento matando 16 soldados do Batalhão de Selva. A fera somente foi eliminada graças aos ataques dos aviões da Força Aérea Brasileira, advindos da Base de Natal, que a metralharam. Na época, a extinta Revista O Cruzeiro chegou a publicar as impressionantes fotos da carcaça do animal! E você sabe de onde elas vêm? Um amigo nosso, experiente piloto de helicópteros que voou durante muito tempo naquelas paragens, soube por intermédio dos índios que O RIO AMAZONAS TEM AFLUENTES DESCONHECIDOS - ORIUNDOS DO SUBSOLO TERRESTRE e, portanto, vindos sabe-se lá de onde! E ele, descrente mas não por muito tempo, até mesmo foi levado pelos silvícolas a um desses desaguadouros, tendo efetivamente comprovado essa espantosa realidade! 



As pirâmides são, ou foram, uma espécie de "marca registrada" dessa antiga cultura que habitou (ou se refugiou) nas Américas. Essa placa totalmente elaborada em ouro (foto) foi encontrada na misteriosa rede de túneis subterrâneos do Equador!



Toda a América do Sul, aliás, está pontilhada pelos vestígios de uma antiga civilização, a qual - quer queiram ou não os tradicionalistas e os apegados aos seus carcomidos e bolorentos tratados convencionais - antecedeu em muito às civilizações pré-colombianas conhecidas. É, sem dúvida, muito mais cômodo atribuir tudo isso aos Maias, aos Incas e aos Aztecas - muito embora eles saibam que isso é uma contraverdade. Na foto, à beira da Floresta Amazônica, no Peru, as intrigantes ruínas de Pachacmac, vendo-se os restos de uma colossal pirâmide - tão antiga quanto a noite dos tempos!




Já em território brasileiro e na região fronteiriça da Floresta Amazônica com o Peru, outra espantosa ruína de uma imensa pirâmide! 



Aqui, na mesma região, mais restos de pirâmides inteiramente carcomidos pelo tempo! Quem as construiu? 



E você sabia que em 1977 uma enorme extensão da Floresta Amazônica foi queimada para fins de cultivo pelos habitantes locais e surpreendentemente foi revelada a existência de uma verdadeiro complexo de ruínas geométricas no Estado do Acre e nas áreas adjacentes às fronteiras com a Bolívia e o Peru, cujos absolutamente simétricos traçados oscilavam entre 50 a 350 metros de extensão - algo somente comparável às figuras existentes no Planalto de Nazca, no Peru? Por sinal, ali também foram encontrados objetos cerâmicos, além de artefatos contendo estranhos e desconhecidos caracteres alfabéticos! Os perfeitos geóglifos, compostos por belíssimos círculos e retângulos - tal como em Nazca - somente se fazem perfeitamente compreensíveis a partir do ar, desde uma altitude de 1500 metros! Embora alguns antropólogos julguem que este complexo de ruínas antedate a 2500 anos, existem indícios que a estranha cidade que esteve sepultada pelas densas selvas tenha sido construída há cerca de 13 mil anos, quando aquela área antes de se tornar floresta esteve preenchida pelas savanas, em uma época que os seus desconhecidos habitantes teriam convivido com os grandes mastodontes!



Contudo, é mesmo no Brasil que colossal Floresta Amazônica revela toda a sua intensidade e em contrapartida esconde avaramente os seus mais intrigantes mistérios! Conhecida como "A terra sem céu" pelo fato de a sua milenar vegetação ser tão espessa que a luz do dia não atinge o solo, e também "O inferno verde" pelos óbvios perigos que representa, seus mistérios são extremamente profundos e ainda não de todo compreendidos. Animais estranhos (foto esquerda) povoam toda a sua região. Incrivelmente, até mesmo nas águas do Rio Amazonas existem GOLFINHOS (foto) adaptados à água doce e dotados de uma bela tonalidade rósea - conhecidos na região como "botos-rosa". E até os terríveis predadores marítmos, os Tubarões, já foram avistados naquela águas, muito distantes do mar, acreditando-se que venham através das grandes correntes fluviais, para promover as suas caçadas. (FOTOS: Jacques Costeau) 



Há, também, espantosos enigmas como certas tribos indígenas compostas por ÍNDIOS BRANCOS (que por sinal jamais tiveram qualquer contato com os brancos) e além de tudo dotados de rara beleza - diametralmente divergentes dos padrões conhecidos na região! Quando se pergunta a sua origem dizem desconhecer, mas sabem apenas que os seus mais remotos ancestrais VIERAM DO INTERIOR DA TERRA..... Depois de uma grande inundação! (FOTO: Jacques Costeau) 



Os pilotos de aviões e helicópteros que perigosamente ganham as suas vidas sobrevoando aquela região hostil e desconhecida estão mais do que acostumados a ver coisas verdadeiramente surpreendentes. Esta estonteante foto, obtida em 1981, foi tomada de bordo de um avião quando, ao nascer do sol, uma imensa pirâmide foi avistada em meio às densas selvas brasileiras!



Veja os espantosos detalhes, devidamente ampliados! Podemos inclusive notar que se trata de um monumento gigantesco! Só não enxerga quem não quer, ou então finge que não entende.



Aqui, uma foto mais aproximada de um outro vasto complexo piramidal. Sua antigüidade é tanta que a impiedosa floresta as cobriu inteiramente. Essas inegáveis pirâmides estão situadas em um local inteiramente inacessível e atingi-las é, portanto, absolutamente impossível! Imagine-se o que haveria no interior delas - no mínimo, quem sabe, todas as "páginas" e as lacunas que faltam (ou foram suprimidas) na nossa verdadeira História! 



O Coronel do Exército Inglês, Percy Harrison Fawcett - nesta foto pouco conhecida - justamente em busca dessas "páginas" que faltavam na trajetória humana aventurou-se nas densas selvas brasileiras em busca de perdidas COLÔNIAS ATLANTES que nelas sabia existir. Aliás, tinha a mais absoluta certeza de que elas existiam e que talvez algumas delas ainda fossem habitadas! 



O Coronel Fawcett não somente possuía documentos e pistas autênticas em relação a essas ruínas misteriosas, como também já as tinha anteriormente sobrevoado, precisamente entre os rios Xingu e Verde! A ilustração acima foi feita pelo seu filho, Bryan Fawcett, que por sinal também desapareceu misteriosamente e sem deixar quaisquer vestígios nas selvas brasileiras quando à procura do pai.



Fawcett desapareceu misteriosamente em 1925 nas selvas percorridas pelo Xingu e presume-se que lá pelos lados da Serra do Roncador. Ele estava de posse de um misterioso ídolo de basalto negro, repleto de desconhecidos caracteres alfabéticos (reproduzido na ilustração acima), o qual indicava a localização da tal cidade perdida e inclusive, segundo afirmou seu filho Bryan, dotado de uma poderosa energia desconhecida que inexplicavelmente emitia uma espécie de descarga elétrica em quem o tocasse!



Nessas raríssimas fotos, você vê os membros das expedições do Coronel Fawcett nas selvas brasileiras, à procura da tal cidade - inclusive descrita nos relatos dos antigos colonizadores europeus e também nas tradições dos indígenas e cujo nome seria MANOA. Há, porém, uma espécie de maldição que paira sobre o lugar: "Aqueles que procuram Manoa desaparecem para sempre". O que, aliás, parece ser verdade. No século XVIII nada menos que duas expedições exploradoras inteiras foram tragadas pelas selvas e nunca mais e soube dos seus membros..... ao todo 1800 participantes! E em 1950, o explorador francês Raymond Maufrais teve o mesmo trágico destino quando seguia a pista da tal cidade perdida!

Aguardem!! 
Em breve traremos a 2° Parte...
Um forte abraço... e até a próxima!

0 comentários:

Postar um comentário

 

Aviso Importante !

As páginas deste Blog, contêm artigos e imagens por vezes fortes e também certos conceitos, opiniões e teses que eventualmente podem ferir princípios emocionais, religiosos, filosóficos, históricos e científicos. Se você não está preparado para isso - ou se por algum motivo não concordar - agradecemos a sua atenção, recomendando portanto que não as acesse. Atenciosamente: SASQUATCH

Free CSS Template by CSSHeaven.org TNB